Quantas estão por aí, vivendo no automático, ativadas nas suas funções domésticas, preocupadas com bem-estar de todos, na impecabilidade da casa, dos compromissos, das funções que exigem olhar atento, obrigações, deveres e mil mãos para executar?
Sim, graças à deusa a modernidade trouxe mais facilidade, e se olharmos para trás na história, essa carga doméstica era bem mais puxada com famílias grandes e tecnologias de praticidade de menos. Mas, mesmo nessa onda moderna e contemporânea, vemos mulheres que além de serem mãe, dona de casa, esposa , faxineira, cozinheira ,arrumadeira são também aquelas que fazem jornadas de trabalho para cooperar com a renda familiar. É esse sistema patriarcal insano que aprisiona e decreta o fim do laço materno antes do tempo, que não permite a fluidez dos sonhos e suas realizações. Não permite o descanso e a entrega ao que se ama fazer e aos prazeres merecidos.
Mulheres, tirem também essa capa de salvadora. Podemos também permitir sermos cuidadas e amparadas. Pedir ajuda. Se permita ser acarinhada e descentralizar todo esse esforço. Não precisamos salvar o mundo, precisamos fluir na nossa energia feminina yng e ser também receptivas ao amor dentro de nossas vulnerabilidades. Amor para consigo, e dar permissão para o compartilhar das tarefas. Relaxe deusa. Tire mais tempo pra você, crie esse tempo. Reveja o que é prioridade e coloque no topo dessa lista VOCÊ. Você merece seu cuidado e carinho. Merece ser olhada e cuidada com carinho. Trate-se bem, queira-se bem. As pessoas nos tratam da maneira como permitimos que nos tratem, reflexo também de como nos vemos. Reveja. Tempo pra você é fundamental.

Anieli Talon